Annoni recebe 12º Acampamento da Juventude da Romaria da Terra

0

Jovens do campo e da cidade promovem, dias 26 e 27 de fevereiro, o 12º Acampamento da Juventude da Romaria da Terra, na região Norte do Rio Grande do Sul. O evento, que será realizado no Assentamento 29 de Outubro, na área 1 da antiga Fazenda Annoni, no município de Pontão, tem como objetivos centrais resgatar historicamente a luta pela terra no país e debater o papel da juventude na atual conjuntura política.

O Acampamento da Juventude deve reunir mais de 600 jovens de todo o estado gaúcho, e terá espaços de formação com mais de 20 oficinas, debates, plenárias, Celebração dos Mártires e confraternização cultural. Este ano, o evento será norteado pelo tema “Juventude Construindo o Projeto Popular” e pelo lema “Prefiro morrer na luta do que morrer de fome”, em memória à Sem Terra Roseli Nunes, que foi assassinada durante protesto de agricultores em Sarandi, em 1987, e é símbolo da luta pela democratização da terra no país.

“A principal mensagem que queremos passar aos jovens é que as mudanças e as conquistas só vêm quando o povo se organiza e se coloca em luta. O acampamento é pensado como um processo de formação política e de troca de experiências, com a identidade de todas as organizações que estão ajudando a construí-lo, mas, principalmente, como um instrumento para motivar a juventude a se organizar, em seus mais diversos espaços de atuação, contra os retrocessos que a classe trabalhadora do campo e da cidade está enfrentando”, explica Danieli Cazarotto, da coordenação do Coletivo Estadual de Juventude do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Segundo a coordenação do Acampamento, quem quiser participar das atividades deve preencher o formulário de inscrição, disponível na Página da Romaria da Terra no Facebook.

O evento é organizado pelo MST, Levante Popular da Juventude (LPJ), Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), Pastoral da Juventude (PJ) e Pastoral da Juventude Rural (PJR), com apoio da Arquidiocese de Passo Fundo e Comissão Pastoral da Terra (CPT). Ele contará com as presenças, entre outras, do ex-governador do RS, Olívio Dutra; do presidente da Assembleia Legislativa gaúcha, Edegar Pretto; e do coordenador nacional do MST, João Pedro Stedile.

 

Romaria da Terra

Já no dia 28 de fevereiro, a CPT, com o apoio da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) – Regional Sul III, Arquidiocese de Passo Fundo e MST, realiza a 40º Romaria da Terra, também na antiga Fazenda Annoni – Assentamento Nossa Senhora Aparecida, área 9. Esta edição do evento traz como tema “Romaria da Terra: 40 anos de luta e memória das conquistas” e como lema “Terra de Deus, terra de irmãos”.

A programação do evento envolve momentos de debates, integração e espiritualidade, e vai pautar questões ligadas à terra, valorizando o cuidado com a água e o meio ambiente, os pequenos produtores, a agroecologia e a agricultura familiar através da Feira da Reforma Agrária.

 

Texto de Catiana de Medeiros
Fonte: MST
CDHPF
Entidade da sociedade civil que articula indivíduos para apoiar organizações sociais que lutam pela garantia e promoção dos direitos humanos.

Deixe um comentário